Pages

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Tonho Gebara - Ímpar

...Serei seu fã, pra sempre um admirador...
...Quem me dera poder cantar um dia assim...


01. Diagnóstico

02. Kamicase

03. Reggae 3

04. Pode o Céu Cair

05. Nó

06. Inquietude

07. Prelúdio ao Vaqueiro

08. Faz de Conto

09. Calmaria

10. Casa Vazia

11. Bloco da Saudade

Baixar

Gebara foi indicado por Kiko para assumir o posto de guitarrista da banda Natiruts porque estava seguindo rumo à carreira solo. Tocando guitarra desde cedo, Tonho foi chamado para fazer parte de alguns outros grupos, cada um com um estilo diferente. Passou pelo rock, pelo jazz, e no reggae tocou nas bandas Medusas Dread, com o irmão Tandi, e Tafari Roots. Mas o trabalho de Tonho não se restringe aos arranjos, ele é responsável também por várias das letras dos grupos por onde passou, inclusive "Bob Falou", uma das músicas mais conhecidas do Natiruts.


"Impar", pode até ser chamado de uma colcha de retalhos, afinal as influências do guitarrista eram muitas, é só vermos os trabalhos anteriores. Mas no lugar de ser um trabalho inconsistente, mostra que os retalhos foram "bem costurados", pois acabou funcionando como uma radiografia da encruzilhada que a nossa MPB vivia no momento.

As letras de Tonho tratavam do cotidiano, principalmente falando de relacionamentos, dos problemas da transição entre a juventude a idade adulta, de amores perdidos, amizade, lealdade e morte. Mas o que chamava a atenção era o formato das canções. Segundo Tonho, a idéia original era fazer músicas apenas com compassos impares, 7/8, 3/4 etc. algo um tanto incomum no pop brasileiro, mas a idéia foi se diluindo quando outras composições, estas em compassos mais comuns, acabaram se destacando como boas músicas.



Texto na Integra: Surforeggae

Um comentário: